Rua Celso Xavier, 590 Centro

Cep 11900-000 Registro SP

(13) 3821-7630 (13) 99764-2388

contato@imoveisrino.com.br

Casas modernas e pequenas: construções funcionais e cheias de personalidade

Casas modernas e pequenas: construções funcionais e cheias de personalidade

Casas modernas e pequenas: construções funcionais e cheias de personalidade

Foto: Reprodução / Mitsuori

Foto: Reprodução / Mitsuori

A arquitetura é uma arte que possui história e que influencia o modo de vida de diferentes formas, afinal como alterar a forma de pensar e construir moradias sem modificar a forma de habitá-las e vice-versa?

Sobre essa relação entre forma e uso, Camila Muniz, arquiteta responsável pelo estúdio C/M Arquitetura e Design explica: “A era moderna começa com a Revolução Industrial e o estilo moderno é um reflexo de todos os avanços acumulados desde então, tanto na tecnologia, na estrutura, nos materiais e, essencialmente, no modo de vida.” A arquitetura moderna se traduz através da sobriedade e neutralidade, estejam elas aplicada na decoração, na composição das áreas verdes, nas cores ou nas angulações e formas da própria casa.

Paralelamente, para aqueles que possuem uma rotina apertada, os espaços pequenos têm sido uma solução. Seja apartamento ou casa, as atividades diárias são facilitadas em áreas reduzidas, sem deixar a desejar no quesito conforto.

Pensando nisso, como aplicar a arquitetura moderna, feita e pensada para o nosso tempo, em ambientes pequenos? Conheça as singularidades da arquitetura moderna e veja dicas e inspirações para traduzir este estilo em fachadas, áreas verdes e interiores de casas pequenas.

Fachadas e jardins de casas pequenas

“O excesso não traduz os anseios desse estilo!”, enfatiza Camila ao comentar as características da arquitetura moderna e isso vale para todas os espaços da casa.

As fachadas modernas se destacam pelas linhas retas, a ausência de telhado e as cores neutras. Quanto ao direcionamento, as casas podem ser tanto horizontalizadas quanto dispostas na vertical, contando, neste caso, com mais de um andar.

As janelas e portas também se apresentam em formatos geométricos e tamanhos amplos. O jardim é parte integrante da fachada, já que as construções de meio terreno são comuns nesta linha arquitetônica e as áreas verdes contrastam com a neutralidade da casa, harmonizando o visual.

Elementos vazados, madeira e vidro também são facilmente encontrados em construções modernas e concedem à obra um toque especial.

Foto: Reprodução / Thirdstone via Houzz

Foto: Reprodução / Thirdstone via Houzz

Foto: Reprodução / Ecospace studios

Foto: Reprodução / Ecospace studios

Foto: Reprodução / Superlimão studio via Archdaily

Foto: Reprodução / Superlimão studio via Archdaily

Foto: Reprodução / CR2 Arquitetura

Foto: Reprodução / CR2 Arquitetura

Foto: Reprodução / Dkarc

Foto: Reprodução / Dkarc

Foto: Reprodução / Nic Owen Architects

Foto: Reprodução / Nic Owen Architects

Foto: Reprodução / Nic Owen Architects

Foto: Reprodução / Nic Owen Architects

Foto: Reprodução / Nic Owen Architects

Foto: Reprodução / Nic Owen Architects

Foto: Reprodução / Andrew Maynard Architects

Foto: Reprodução / Andrew Maynard Architects

Foto: Reprodução / Andrew Maynard Architects

Foto: Reprodução / Andrew Maynard Architects

Foto: Reprodução / Andrew Maynard Architects

Foto: Reprodução / Andrew Maynard Architects

Foto: Reprodução / Anul Design

Foto: Reprodução / Anul Design

Foto: Reprodução / Studio MK27

Foto: Reprodução / Studio MK27

Foto: Reprodução / Frederico Zanelato

Foto: Reprodução / Frederico Zanelato

Foto: Reprodução / Frederico Zanelato

Foto: Reprodução / Frederico Zanelato

Foto: Reprodução / Minim Homes

Foto: Reprodução / Minim Homes

Foto: Reprodução / Studioata via Archdaily

Foto: Reprodução / Studioata via Archdaily

Foto: Reprodução / Revarch

Foto: Reprodução / Revarch

Foto: Reprodução / emA Arquitectos

Foto: Reprodução / emA Arquitectos

Foto: Reprodução / Leibal

Foto: Reprodução / Leibal

Foto: Reprodução / Apartment Therapy

Foto: Reprodução / Apartment Therapy

Foto: Reprodução / Paul Raff Studio via Archdaily

Foto: Reprodução / Paul Raff Studio via Archdaily

Foto: Reprodução / Fearns Studio

Foto: Reprodução / Fearns Studio

Foto: Reprodução / Carter Williamson

Foto: Reprodução / Carter Williamson

Foto: Reprodução / Andrea Calo

Foto: Reprodução / Andrea Calo

Foto: Reprodução / Ney Lima via Archdaily

Foto: Reprodução / Ney Lima via Archdaily

Foto: Reprodução / Mitsuori Studio

Foto: Reprodução / Mitsuori Studio

Já quando tratamos das áreas verdes e de lazer, entra em cena outro ponto essencial para a construção de um visual agradável para a casa: o paisagismo.

Alexandre Zebral, paisagista e proprietário da Zebral Paisagismo, esclarece que o jardim vai além das plantas e tem o poder de alterar o clima da casa e transmitir a personalidade de seus habitantes. “Não são só as plantas que compõem esse universo, um visual mais agradável nasce com a combinação de tons, formas e nuances de objetos e construções pertencentes a este local, além da identidade dos proprietários, que deve estar onipresente ao projeto. O jardim é emoção e quanto mais emoção lhe proporcionar, certamente mais agradável será.”

Assim como Camila, o paisagista comenta a necessidade de adaptação aos novos fundamentos da vida moderna e orienta criar a partir de elementos nacionais e uma linha que possua ao mesmo tempo leveza e personalidade, como ocorre nas obras de Burle Marx, paisagista brasileiro citado por Alexandre como referência, reconhecido por suas paisagens originais e de caráter artístico.

“Para suprir os padrões urbanísticos-sociais atuais, onde surgem novos elementos como carros, ciclovias, casas e condomínios, que exigem uma arquitetura muito dinâmica, existe um grande desafio para o paisagismo moderno. Acredito que o segredo é seguir os fundamentos do grande paisagista Burle Marx: o uso de formas geométricas livres, vegetação nativa e abdicação das topiarias. Um jardim com muitas curvas se integra com edificações modernas de tal forma que são implantadas ‘obras de arte’ na cidade. As plantas nativas não sofrem com pragas e a manutenção é mínima nos canteiros”, defende.

Quando questionado sobre a aplicação do paisagismo moderno em ambientes pequenos, Alexandre aponta os jardins verticais como solução e afirma existirem especialistas nesse assunto capazes de encontrar composições certeiras para todas as necessidades.

Já com relação a escolha das plantas, além de sustentar a valorização das espécies nativas, aconselha se apoiar no sentimento do espaço. “Devemos sentir a ‘alma’ do local, desde as cores das paredes, estilo da construção, materiais e, por fim, a escolha da vegetação. Uma dica é se atentar às formas das folhas. Por exemplo, em ambientes estressantes não são recomendadas folhas pontiagudas, já em ambientes para relaxar, formas onduladas vão potencializar o relaxamento.”

Foto: Reprodução / Carter Williamson Architects

Foto: Reprodução / Carter Williamson Architects

Foto: Reprodução / Mass Arquitetura via Archdaily

Foto: Reprodução / Mass Arquitetura via Archdaily

Foto: Reprodução / Modernest

Foto: Reprodução / Modernest

Foto: Reprodução / Galeria Arquitetos

Foto: Reprodução / Galeria Arquitetos

Foto: Reprodução / The design files

Foto: Reprodução / The design files

Foto: Reprodução / KBC Developments

Foto: Reprodução / KBC Developments

Foto: Reprodução / Gary Shoemaker Architects

Foto: Reprodução / Gary Shoemaker Architects

Foto: Reprodução / Arquinoma via Archdaily

Foto: Reprodução / Arquinoma via Archdaily

Foto: Reprodução / Studio HT via Marvel Building

Foto: Reprodução / Studio HT via Marvel Building

Foto: Reprodução / Andrea Calo

Foto: Reprodução / Andrea Calo

Foto: Reprodução / Taylor Smyth

Foto: Reprodução / Taylor Smyth

Foto: Reprodução / Isay Weinfeld

Foto: Reprodução / Isay Weinfeld

Foto: Reprodução / Austin Maynard Architects

Foto: Reprodução / Austin Maynard Architects

Foto: Reprodução / Austin Maynard Architects

Foto: Reprodução / Austin Maynard Architects

Interiores

Existem truques famosos quando se fala de espaços pequenos, como abusar de espelhos, aproveitar de forma inteligente os cantos, apostar em pisos com peças maiores e longas e investir em cores claras.

 

Além das dicas mais tradicionais relacionadas à otimização e ampliação (da sensação) dos espaços, existem características do design moderno que podem ser aplicadas nos interiores e conciliar o estilo com o ambiente pequeno:

Sobriedade

Foto: Reprodução / Paul Raff Studio

Foto: Reprodução / Paul Raff Studio

A sobriedade é bastante característica do modernismo, pois além de pregar a redução das ornamentações e excesso, esse estilo é traduzido por ambientes em cores neutras e de poucos móveis e adornos, a forma e o material ganham importância, assim como a utilidade dos objetos. “A sofisticação está na percepção dos materiais e na harmonia das composições”, destaca Camila Muniz.

“As cores modernas são neutras (branco, cinza, areia) para possibilitar o uso de tonalidades mais marcantes nos acessórios, como puffes, almofadas, tapetes, obras de arte, essa é uma ótima dica, pois esses itens, se substituídos, dão uma nova ambientação sem necessidade de reforma”, completa a arquiteta. Apesar da possibilidade de brincar com as cores, Camila não indica investir em estampas e padrões muito marcantes, pois o toque clean é o ponto chave de um ambiente moderno.

Funcionalidade

Foto: Reprodução / Sabo

Foto: Reprodução / Sabo

Na hora de pensar a decoração e a disposição dos espaços, a especialista Camila Muniz aconselha considerar a função do cômodo e selecionar os objetos a partir disso de forma mais racional.

“A funcionalidade rege as características desse estilo, o design se faz entender de maneira clara e indica o uso. A sala de estar, por exemplo, deve possuir o mobiliário o mais confortável possível, afinal é o uso ao qual se destina”, explica.

Com relação aos pequenos ambientes, é fácil pensá-los de forma funcional, afinal não há espaço para móveis ou itens desnecessários. Só é preciso atentar-se aos espaços destinados à circulação e manter o equilíbrio entre a funcionalidade e o conforto.

Ambientes integrados

Foto: Reprodução / Paul Raff via Archdaily

Foto: Reprodução / Paul Raff via Archdaily

Os ambientes integrados são uma boa forma de aproveitar o espaço e torná-lo multiuso, potencializando sua funcionalidade. Ambientes integrados também são mais aconchegantes, visto que permitem o contato entre os habitantes da casa, mesmo que estejam, de certo modo, em cômodos diferentes.

Além disso, por meio da integração, é possível igualar as linhas decorativas dos ambientes e criar uma identidade mais definida para a casa.

Horizontalidade

Foto: Reprodução / Fearns Studio

Foto: Reprodução / Fearns Studio

As linhas retas e longas são características deste estilo arquitetônico, apesar de não ser possível em vários móveis longos em ambientes pequenos, Camila orienta que é possível horizontalizar as composições.

Você pode investir em algum elemento estratégico em cada cômodo, como uma pia mais longa ou um armário de cozinha sem divisões externas, um tapete ou um sofá longilíneo. Essas são algumas possibilidades para ocupar o espaço com um menor número de móveis, priorizando a sobriedade e a função das coisas, e criar a noção de amplitude no ambiente por meio da linhas.

4 projetos inspiradores de casas modernas e pequenas

Confira alguns projetos de casas pequenas ao estilo moderno e inspire-se tanto em relação à estrutura e ao interior das mesmas:

1. Casa 1220, por Alex Nogueira

Com apenas 45 m², este projeto é um ótimo exemplo do uso da fachada geométrica e horizontal mesmo em casas pequenas. A planta é composta por apenas um módulo que se divide internamente entre áreas de convivência, de descanso e destinadas à alimentação, porém sempre pensando a integração dos ambientes.

A estrutura metálica, a fachada branca e com vidro e o uso recorrente do concreto completam a personalidade moderna da casa. A cor amarela, presente em diferentes elementos da casa, traz o toque de diversão para o projeto.

2.Casa Vila Matilde, por Terra e Tuma Arquitetos

Essa casa não é inspiradora apenas por seu projeto inteligente que combina, com muito charme, a arquitetura moderna, o estilo industrial e a limitação de espaço, mas também por se tratar de um obra de recursos reduzidos e pensada para mudar a realidade de seus moradores.

O terreno conta com 25 m de profundidade e 4,8 de largura, de área o projeto totaliza 95m² devido ao segundo piso. Além dos cômodos para atender a necessidade da moradora Dona Dalva (sala, cozinha, suíte, lavabo e área de serviço), a casa possui, no segundo andar, um quarto de hóspedes e uma horta, e no térrio, um pequeno pátio integrado com jardim, espaço pensado para trazer iluminação e um toque verde para o ambiente.

3. Gable house, por Nic Owen

Esta casa também é uma criação do escritório de arquitetura Nic Owen e, assim como o projeto anterior, possui um design diferenciado e bastante geométrico. Os espaços são integrados e dotados de uma simplicidade ímpar.

O interior conta com muita madeira, vidro e cores neutras (cinza, preto e branco). Uma outra ideia bacana presente neste projeto é a do jardim vertical, que completa a decoração da casa.

4. Casa Solar da Serra, por 3.4 Arquitetura

Com fachada horizontal e 95 m², essa casa é uma ótima inspiração para quem gosta de ambientes integrados, mas não de forma que todos os cômodos fiquem em um único ambiente.

Os espaços são divididos por paredes, mas como a planta é modulada as laterais dos cômodos são abertas e é possível acessar qualquer lugar da casa através dos corredores.

A área verde da casa também se destaca e permite maior contato com a natureza. O vidro, o concreto armado e a madeira estão bastante presentes.

Mais inspirações para construir uma casa moderna

As casas modernas são construções amplas, de design simples, mas imponentes. Há certa dificuldade em conciliar a amplitude das fachadas modernas em casas de menor área, porém é importante levantar a possibilidade de apostar em uma fachada moderna e vertical.

Assim, apesar de o terreno ser menor, é possível caprichar numa frente bastante caraterística do estilo e num interior inteligente e de encher os olhos.

Para isso, confira 50+ fotos de casas modernas e pequenas para se inspirar na hora de planejar e decorar a sua:

Foto: Reprodução / Casa de Valentina

Foto: Reprodução / Casa de Valentina

Foto: Reprodução / Casa de Valentina

Foto: Reprodução / Casa de Valentina

Foto: Reprodução / B&B Italia

Foto: Reprodução / B&B Italia

Foto: Reprodução / B&B Italia

Foto: Reprodução / B&B Italia

Foto: Reprodução / BAK Arquitectos via Archdaily

Foto: Reprodução / BAK Arquitectos via Archdaily

Foto: Reprodução / Breathe Architecture

Foto: Reprodução / Breathe Architecture

Foto: Reprodução / Breathe Architecture

Foto: Reprodução / Breathe Architecture

Foto: Reprodução / Olga Akulova

Foto: Reprodução / Olga Akulova

Foto: Reprodução / Olga Akulova

Foto: Reprodução / Olga Akulova

Foto: Reprodução / Olga Akulova

Foto: Reprodução / Olga Akulova

Foto: Reprodução / Olga Akulova

Foto: Reprodução / Olga Akulova

Foto: Reprodução / Superlimão studio via Archdaily

Foto: Reprodução / Superlimão studio via Archdaily

Foto: Reprodução / Superlimão studio via Archdaily

Foto: Reprodução / Superlimão studio via Archdaily

Foto: Reprodução / Superlimão studio via Archdaily

Foto: Reprodução / Superlimão studio via Archdaily

Foto: Reprodução / Olga Akulova

Foto: Reprodução / Olga Akulova

Foto: Reprodução / Sabo

Foto: Reprodução / Sabo

Foto: Reprodução / Sabo

Foto: Reprodução / Sabo

Foto: Reprodução / Natural Balance Homes

Foto: Reprodução / Natural Balance Homes

Foto: Reprodução / Natural Balance Homes

Foto: Reprodução / Natural Balance Homes

Foto: Reprodução / Ohashi Design

Foto: Reprodução / Ohashi Design

Foto: Reprodução / ASGK Architecture and Design

Foto: Reprodução / ASGK Architecture and Design

Foto: Reprodução / ASGK Architecture and Design

Foto: Reprodução / ASGK Architecture and Design

Foto: Reprodução / ASGK Architecture and Design

Foto: Reprodução / ASGK Architecture and Design

Foto: Reprodução / Nic Owen Architects

Foto: Reprodução / Nic Owen Architects

Foto: Reprodução / Nic Owen Architects

Foto: Reprodução / Nic Owen Architects

Foto: Reprodução / Nic Owen Architects

Foto: Reprodução / Nic Owen Architects

Foto: Reprodução / Nic Owen Architects

Foto: Reprodução / Nic Owen Architects

Foto: Reprodução / Nic Owen Architects

Foto: Reprodução / Nic Owen Architects

Foto: Reprodução / MIMA Architects

Foto: Reprodução / MIMA Architects

Foto: Reprodução / Andrew Maynard Architects

Foto: Reprodução / Andrew Maynard Architects

Foto: Reprodução / Andrew Maynard Architects

Foto: Reprodução / Andrew Maynard Architects

Foto: Reprodução / Oksman

Foto: Reprodução / Oksman

Imagem: Camila Muniz | C/M Arquitetura e Design

Imagem: Camila Muniz | C/M Arquitetura e Design

Imagem: Camila Muniz | C/M Arquitetura e Design

Imagem: Camila Muniz | C/M Arquitetura e Design

Imagem: Camila Muniz | C/M Arquitetura e Design

Imagem: Camila Muniz | C/M Arquitetura e Design

Imagem: Camila Muniz | C/M Arquitetura e Design

Imagem: Camila Muniz | C/M Arquitetura e Design

Foto: Reprodução / Kyra Clarkson Architect

Foto: Reprodução / Kyra Clarkson Architect

Foto: Reprodução / Kyra Clarkson Architect

Foto: Reprodução / Kyra Clarkson Architect

Foto: Reprodução / Kyra Clarkson Architect

Foto: Reprodução / Kyra Clarkson Architect

Foto: Reprodução / Kyra Clarkson Architect

Foto: Reprodução / Kyra Clarkson Architect

Foto: Reprodução / Kyra Clarkson Architect

Foto: Reprodução / Kyra Clarkson Architect

Foto: Reprodução / Kyra Clarkson Architect

Foto: Reprodução / Kyra Clarkson Architect

Foto: Reprodução / Agushi

Foto: Reprodução / Agushi

Foto: Reprodução / Agushi

Foto: Reprodução / Agushi

Foto: Reprodução / Agushi

Foto: Reprodução / Agushi

Foto: Reprodução / Kyra Clarkson Architect

Foto: Reprodução / Kyra Clarkson Architect

Foto: Reprodução / Agushi

Foto: Reprodução / Agushi

Foto: Reprodução / Taller Estilo Arquitectura

Foto: Reprodução / Taller Estilo Arquitectura

Foto: Reprodução / Fearns Studio

Foto: Reprodução / Fearns Studio

Foto: Reprodução / William Tozer via Dwell

Foto: Reprodução / William Tozer via Dwell

Foto: Reprodução / Andrew Maynard Architects

Foto: Reprodução / Andrew Maynard Architects

Foto: Reprodução / Andrew Maynard Architects

Foto: Reprodução / Andrew Maynard Architects

Foto: Reprodução / Andrew Maynard Architects

Foto: Reprodução / Andrew Maynard Architects

Se a sua casa dos sonhos é um espaço original, com uma decoração leve e funcional e sem espaço para bagunça e para ter trabalho com limpeza, inspire-se com a fotos e as dicas dadas para criar a sua casa moderna e pequena! Mas lembre-se: moderna ou clássica, grande ou pequena… o importante é que o seu cantinho tenha a sua cara e traga conforto suficiente para chamá-lo de lar.

 

Fonte: https://www.tuacasa.com.br

Veja também:

Realize o sonho da casa própria

Veja 4 fatores que influenciam no valor de um imóvel

Buscando um Imóvel? Encontre na Rino Imóveis

img

admin

Posts relacionados

Agora é a hora de investir em imóveis

Agora é a hora de investir em imóveis O aumento da demanda por imóveis, a queda na taxa de...

Continue lendo
por admin

Tentando alugar a casa e sem interessados? Saiba como resolver

Tentando alugar a casa e sem interessados? Saiba como resolver Se possui o seu imóvel há muito...

Continue lendo
por admin

É melhor comprar um terreno ou um imóvel?

É melhor comprar um terreno ou um imóvel? Várias coisas devem ser levadas em consideração na...

Continue lendo
por admin

Participe da discussão

%d blogueiros gostam disto: